Empregos no mercado formal crescem 49% no Paraná, diz Caged

Com a criação de 321 mil novos postos de trabalho em todo o país no primeiro semestre deste ano, o saldo de empregos do mercado formal subiu 452% em relação ao mesmo período do ano passado. O Paraná também teve aumento, embora menos expressivo percentualmente. O saldo deste ano é 49% maior que o do primeiro semestre de 2017.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, divulgados ontem (13) pelo Ministério do Trabalho. Com a criação de 34 mil vagas entre janeiro e junho deste ano, o Paraná tem atualmente 623 mil desempregados. A taxa de desocupação no Paraná é de 8,9%, segundo a atualização mais recente da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

O Paraná teve saldo positivo entre novas admissões e desligamentos de 34.601 vagas entre janeiro e junho deste ano — foram 687 mil novas contratações contra 653 mil demissões. Em comparação ao período de 2017, a diferença é de 11 mil vagas. No primeiro semestre de 2017 foram 571 mil contratações e 547 mil demissões, com saldo de 23.189. Em todo o pais, a taxa de desemprego, segundo o dado de agosto do IBGE, abrange 12,3% da população economicamente ativida. O Brasil tem 12 milhões e 900 mil desempregados.

Reportagem: Narley Resende

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*