Empresários da indústria estão pessimistas para o próximo semestre

(Foto: divulgação/ Agência Fiep)

O Índice de Confiança da Indústria de Transformação (ICTI) do Paraná caiu 6,7 pontos no mês de junho em relação a maio. Ele avalia as condições atuais e a expectativa da indústria para os próximos meses. Desde janeiro de 2017 o índice mantinha-se acima dos 50 pontos, na área de otimismo, mas entrou no pessimismo nesse mês, com -0,1 ponto abaixo do ICIT-PR histórico. Os dados foram divulgados pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

Segundo o economista da Fiep Roberto Zurcher, a queda do índice nessa época do ano é atípica, pois, tradicionalmente, junho apresenta resultados superiores ao mês de maio. Ele aponta a paralisação dos caminhoneiros, que provocou impacto negativo em praticamente todos os setores da economia, como um dos motivos para esse resultado.

Ainda de acordo com a Fiep, a proximidade das eleições e a indefinição em relação ao rumo que o país terá nos próximos anos agravam esse quadro de insegurança em relação ao futuro. Zurcher afirma que os números apontam para um segundo semestre tenso, com incerteza em relação a novas contratações e a aumentos de compra de insumos e matéria-prima.

Essa realidade projeta uma tendência de inércia na produção. O principal responsável pela redução do ICTI-PR em junto foi a queda de sete pontos no Índice de Condições que atingiu 42,5 pontos e na queda de 6,6 pontos no Índice de Expectativas, que ficou em 50,6 pontos. Estes dois índices compõem o ICIT-PR, que ficou em 47,9.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*