Empresas de segurança privada discutem mudanças para casas noturnas

A discussão sobre a segurança em Casas Noturnas continua. Dessa vez é o Sindicato das Empresas de Segurança Privada que quer discutir com as autoridades a maneira mais viável de implantar mudanças. Uma reunião está marcada para amanhã e vai contar inclusive com a presença de parlamentares. O Deputado Tadeu Veneri, que é Presidente da Comissão De Direitos Humanos da Assembleia e o vereador Jonny Stica da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal. Maurício Smaniotto, presidente do sindicato, ressalta que a intenção é antecipar medidas que futuramente serão nacionais.  A intenção é padronizar alguns itens e, principalmente, qualificar os funcionários. Será discutida a obrigatoriedade de câmeras de vigilância, vinculando a instalação do sistema para que o alvará seja emitido, e a separação clara em categorias de segurança, recepcionistas e atendentes. Segundo o sindicato não será obrigatório que bares, casas noturnas contratem servilço terceirizado, porém deve ser regulamentado. Donos de estabelecimentos comerciais e produtores de eventos também foram convidados para a reunião.

 

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*