Entrevista: professor de filosofia, ciência política e economia define limites para "opinião" pós-eleitoral

dilma aecio

O segundo turno polarizado da eleições deste ano, entre a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) e o candidato derrotado Aécio Neves (PSDB), – a eleição mais concorrida da história da democracia direta do país – somado a ascensão das redes sociais expuseram o discurso de ódio e o debate, muitas vezes agressivo.

O compartilhamento de informações na internet ampliou o alcance de opiniões nem sempre baseadas em princípios.

O filósofo Másimo Della Justina, professor de economia e ciência política da PUC Paraná, é o convidado desta segunda-feira (27) do BandNews Curitiba Edição da Manhã para explicar o conceito de opinião, o limite do direito que o cidadão tem de expor o que pensa.

Até que ponto dizer o que vem a cabeça não representa discurso de ódio, rancor, ressentimento e preconceito.

Ele conversou com Emanuel Pierin e Iara Maggioni:

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*