Famílias de mortos em acidente na Linha Verde organizam protesto para este domingo

(Foto: Colaboração/WhatsApp)

Foi adiada para o próximo domingo (12) a homenagem/manifestação organizada por familiares das vítimas do grave acidente que matou cinco pessoas na Linha Verde, em Curitiba, no último fim de semana. O ato que foi transferido estava marcado para hoje e vai ser realizado no mesmo ponto onde a colisão foi registrada, no bairro Pinheirinho, próximo ao Quartel do Exército.

A BandNews tentou, mas não conseguiu contato com nenhum dos parentes dos mortos. Mas o comprador André de Souza, que mora na região, acredita que a decisão tenha sido motivada pelas obras que são realizadas na rodovia.

Procurada, a Polícia Rodoviária Federal afirma que não foi comunicada de qualquer ato na rodovia. Por volta das 6 horas do último domingo (06), um Corcel que trafegava na pista sentido São Paulo com três ocupantes que retornavam do trabalho foi atingido por um Citroën Picasso que vinha no sentido oposto em alta velocidade e com quatro pessoas dentro.

Todos no Corcel morreram na hora, carbonizados. No Picasso, dois ocupantes morreram. Douglas sobreviveu, mas fugiu sem prestar socorro.

Já um passageiro amigo dele que também escapou, embora gravemente ferido, deu detalhes da colisão à polícia. Entre outras coisas, ele contou que o grupo havia consumido bebida alcoólica em uma casa noturna pouco antes do incidente e que o carro estava a, pelo menos, 150 quilômetros por hora.

Douglas nega tudo, mas pode responder por homicídio doloso com dolo eventual, quando se assume o risco de matar.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*