Farmacêutico é preso suspeito de vender medicamentos sem procedência em Curitiba

(Foto: divulgação/Polícia Civil)

Uma denúncia anônima levou à prisão de farmacêutico de 33 anos, suspeito de vender medicamentos de forma irregular em Curitiba. A prisão foi no fim da tarde de ontem (12) na farmácia do suspeito, que fica na Rua Marechal Floriano, bem no centro da cidade. No local, policiais da Decrisa, a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde, encontraram pelo menos 15 caixas de antidepressivos e medicamentos para emagrecimento, todos sem procedência. Foi encontrado, ainda, um carimbo médico e um pendrive com modelo de receitas médicas.

No momento da chegada da polícia, o farmacêutico tentou atirar os medicamentos no estacionamento ao lado da farmácia, mas acabou flagrado, como detalha o delegado Vilson Alves de Toledo

De acordo com a Vigilância Sanitária de Curitiba, a farmácia era constantemente visitada nas fiscalizações de rotina do órgão. A coordenadora Franciele Narloch explica que a principal irregularidade cometida pelo farmacêutico é a falta de controle do estoque de medicamentos controlados

A farmácia não foi interditada, mas foi acabou autuada pela Vigilância Sanitária. O órgão abriu um processo administrativo sanitário para apurar o caso. O farmacêutico estava instalado no local desde o início do ano, depois de romper a sociedade que mantinha. O farmacêutico vai responder por crime contra a saúde pública. A pena, em caso de condenação, vai de 10 a 15 anos de prisão.

(Foto: divulgação/Polícia Civil)

(Foto: divulgação/Polícia Civil)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*