Fugitivos da PEC começam a ser recapturados

Penitenciária Estadual de Cascavel. Foto: Divulgação Sindarspen – arquivo

Ao menos um dos 39 presos que fugiram da Penitenciária de Estadual de Cascavel, no oeste do Estado, durante a rebelião registrada na semana passada, já foi recapturado. Esse interno foi encontrado em Toledo, cidade da mesma região, e reconduzido ao sistema penitenciário. Há ainda a informação de que outros dois foragidos teriam sido presos no Paraguai por agentes da Polícia Nacional, e o diretor do Departamento Penitenciário do Paraná, Luiz Alberto Cartaxo de Moura, explica que o alerta em relação aos procurados abrange todo o território nacional.

A rebelião durou 43 horas, da última quinta (9) até a manhã de sábado (11). Logo após o fim do motim, uma varredura foi realizada em todo o perímetro da unidade e vários túneis foram encontrados. Inicialmente, não era possível saber quais e quantos deles haviam, de fato, sido usados. Mas agora já é possível afirmar que duas dessas passagens ofereciam condições para a passagem de pessoas.

Os presos encontrados no Paraguai vão ser expulsos do país e apresentados às autoridades brasileiras. Em Cascavel, segundo Cartaxo, o trabalho de reconstrução inclui, obviamente, o fechamento dos túneis e os internos da própria unidade podem ter que ajudar nisso.

As obras de reparo no presídio são executadas por cerca de 30 presos da Penitenciária Industrial de Cascavel. Em nota, o Depen informa que o grupo foi rigorosamente selecionado para realizar o serviço de recuperação, sob a vigilância constante dos agentes penitenciários. O documento informa ainda que o detento morto durante a rebelião, Tiago Gomes de Souza, cumpria pena pelos crimes de roubo e estupro.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*