Gaeco prende vereador de Arapongas suspeito de fraudar contrato

O vereador de Arapongas, no norte do Estado, Valdeir Pereira (PHS) foi preso nessa terça-feira, 09, suspeito de superfaturar um contrato com uma empresa para digitalização de documentos da Câmara da cidade.

A ação é do Gaeco, o Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado. O caso aconteceu entre os anos de 2015 e 2016 quando o vereador era presidente da câmara de vereadores.

A investigação apontou que a empresa contratada pagava propina por meio de repasses bancários realizados ao presidente do Conselho da Comunidade Arapongas. Os repasses seriam mensais e no valor de 22 mil reais cada.

O valor total ultrapassaria os 355 mil reais. O vereador negou que houvessem irregularidades. Também foram cumpridos mandados de prisão temporária contra o presidente do conselho da comunidade e de dois empresários.

Além do vereador, o Gaeco também cumpriu mandados de prisão temporária contra o presidente do Conselho da Comunidade e dois empresários, um de Arapongas e outro de Mandaguari.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*