Geração de empregos com carteira assinada tem saldo positivo no Paraná

Foto: Divulgação / AENotícias PR

Foto: Divulgação / AENotícias PR

O Paraná registrou em abril um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada. Foram 6.742 novos contratados pelo regime CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), o que representa um crescimento de 0,26% em relação ao estoque de empregos do mês anterior. Os dados fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (16) pelo Ministério do Trabalho. O Paraná teve 85.932 admissões e 79.190 demissões. O Brasil também indica uma leve recuperação na geração de empregos formais.

O país registrou 59.856 novos postos de trabalho, equivalente a uma variação positiva de 0,16% em relação a março. Foram 1.141.850 admissões e 1.081.994 desligamentos. A série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, indica saldos negativos no Brasil: de 933 empregos neste ano e de 969.896 empregos (-2,47%) nos últimos 12 meses. O economista Fabiano Camargo da Silva, do Departamento Intersindical de Estatísticas (Dieese) no Paraná, diz que ainda não é possível falar em uma tendência de crescimento de empregos porque os saldos positivos ainda não são uniformes em todos os segmentos econômicos.

Os três setores que mais geraram postos de trabalho com carteira assinada foram a indústria, o comércio e os serviços. Segundo o economista Fabiano Silva, dentro desses segmentos, há ainda vários subsetores que mantêm saldo negativo.

Nos oito setores de atividades econômicas pesquisados, apenas dois mantêm saldo de emprego negativo: a agropecuária, que perdeu 86 postos de trabalho, e a construção civil, que fechou 209 vagas.  De janeiro a abril deste ano, o Paraná mantém um saldo positivo de 23.159 empregos com carteira assinada. Nos últimos 12 meses, de maio de 2016 a abril de 2017, o saldo no estado permanece negativo em 32.188 empregos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*