Giro nas Ruas dessa segunda é na Avenida João Gualberto

João Gualberto Gomes de Sá Filho foi um engenheiro militar, físico e matemático que nasceu em Recife, no estado de Pernambuco, em outubro de 1874. Aos 20 anos de idade, ele já era alferes, e pouco tempo depois o pernambucano se mudou para o Paraná servindo ao 13º Regimento de Cavalaria do Exército Nacional.

A vinda dele para o sul do país foi motivada pela implantação da linha telegráfica entre Foz do Iguaçu e Curitiba. Na época, o telégrafo era a ferramenta mais moderna de transmitir mensagens a longas distâncias.

Em 1912, o militar foi cotado para ser prefeito de Curitiba, mas não quis o posto porque preferiu comandar o Regimento de Segurança do Estado do Paraná. Ele assumiu o cargo em agosto daquele ano, comissionado no posto de Coronel.

João Gualberto também foi o responsável pela fundação do Tiro de Guerra Rio Branco do Sul, em Curitiba – instituição militar do Exército encarregada da formação de atiradores e reservistas. Mas em outubro – ainda em 1912 – ele morreu em combate, durante a Batalha do Irani.

Na capital paranaense, a avenida que leva o nome do recifense é uma das mais antigas. A via surgiu com o nome de Boulevard Dois de Julho e chegou a ser conhecida como Estrada da Graciosa, mas também já foi chamada de Estrada da Marinha, por ser um dos principais caminhos para a Serra do Mar. A avenida começa na Praça Gibran Khalil, no Centro, e se destaca pela extensão e também por ser parte do eixo norte-sul da cidade, que liga o Pinheirinho ao Santa Cândida.

É ainda o endereço do Passeio Público, do Memorial Árabe, Colégio Estadual do Paraná, Palacete dos Leões e da Capela da Glória, entre várias outras coisas, e depois de cortar os bairros Alto da Glória e Juvevê, chega à região do Cabral mudando de nome e se torna avenida Paraná.

(Foto: reprodução/ Google Street View)

Apreferida é uma loja de compra e conserto de máquinas de costura com mais de 30 anos de história. Ela pertence a Shirley Garcia e ao esposo, que vieram de Minas Gerais para Curitiba para ficar mais perto dos familiares que já viviam na capital paranaense.

Chegando aqui, o casal abriu uma confecção, mas Shirley conta que, percebendo que as clientes estavam mais interessadas nas máquinas das costureiras do que propriamente nas roupas que elas produziam, o jeito foi mudar a natureza do negócio.

Hoje, além do comércio de máquinas, a loja também oferece cursos para ajudar as costureiras de primeira viagem.

A loja fica na avenida João Gualberto, número 1.100. O espaço abre de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h30, e aos sábados, das 8h30 até 13h.

(Foto: reprodução/ Google Street View)

Um dos milhares de alunos que passaram pelo Colégio Estadual do Paraná desde a inauguração, há 172 anos, é Everaldo Klawa. Ele concluiu o Ensino Médio em 2015 e, depois disso, começou a cursar Engenharia na faculdade.

O rapaz conta que, durante uma das aulas de cálculo, veio uma ideia: por que não ajudar os estudantes que ainda estavam no colégio com um aplicativo? Foi a semente para o RevisApp.

O RevisApp está disponível para dispositivos Android gratuitamente e tem mais de 100 mil downloads. Já o Colégio Estadual do Paraná fica na avenida João Gualberto, número 250, no centro de Curitiba.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*