Giro nas Ruas dessa segunda-feira é na Avenida Vicente Machado

Foto: Reprodução/Google Maps

O Giro nas Ruas de hoje é na Avenida Vicente Machado, que fica entre a rua General Mário Tourinho e a praça Osório. A rua tem cerca de três quilômetros de extensão e corta os bairros Centro e Batel.

Vicente Machado da Silva Lima nasceu na cidade de Castro, nos campos gerais do Paraná, no dia 9 de agosto de 1860. Estudou em Curitiba e, aos 21 anos de idade, se formou em Direito na histórica Academia de Direito de São Paulo. Diplomado, voltou imediatamente ao Estado natal, ainda em 1881.

Novamente em solo paranaense, o castrense foi nomeado promotor público da capital, mas não durou muito tempo no posto. Em 1882, convidado para atuar no Executivo estadual, ele se tornou secretário de governo de Carlos de Carvalho.

Já casado, Vicente Machado começou a lecionar Filosofia no Instituto Paranaense. Ele também foi juiz municipal de Ponta Grossa, ainda nos campos gerais, em 1883, mas logo abandonou a carreira na magistratura para abrir uma banca de advogado; foi nessa época que ele se iniciou na política e se jogou no Jornalismo.

Machado foi deputado provincial por quatro anos consecutivos, nos biênios 1886-1887 e 1888-1889. Com a Proclamação da República, ele foi eleito deputado estadual entre 1891 e 1892 e, no ano seguinte, se elegeu vice-presidente do Estado. Diante da Revolução Federalista e do licenciamento do então governador, Francisco Xavier da Silva, ele assumiu a Presidência do Paraná e, com a ocupação de Curitiba pelos maragatos, transferiu a capital do Estado para o município de Castro. Como nem assim ele conseguiu manter o governo legal, deixou o Paraná com destino a São Paulo em janeiro de 1894.

A Administração Estadual foi retomada em abril do mesmo ano, quando as forças federalistas já haviam sido expulsas do Paraná. Ao reassumir o posto, no entanto, Vicente Machado foi acusado de ser o mandante da chamada “carnificina da Serra

”, na qual o “Barão de Cerro Azul” foi executado. Ao se declarar inocente, o castrense responsabilizou o governo federal pelo ocorrido.

Em 1895, Machado foi eleito senador da República e em 1904, se tornou presidente do Estado, mas não conseguiu concluir o mandato. Ele primeiro se licenciou do cargo para um tratamento de saúde e morreu no dia 3 de março de 1907, aos 46 anos de idade.

 

É na rua Vicente Machado que fica o Poco Tapas, um restaurante especializado em tapas internacionais e em gastronomia molecular. Além desses diferenciais, o proprietário e chef Fábio Mattos acredita que o atendimento é uma das chaves do estabelecimento.

O restaurante foi escolhido como o terceiro melhor do Brasil e o sexto melhor da América Latina de acordo com avaliações no TripAdvisor. E, lá, os clientes que se preparem porque o menu muda toda semana.

Além disso, o menu pode ser adaptado de acordo com as restrições alimentares de cada cliente, seja com pratos sem carne, sem frutos do mar ou livres de lactose. Mattos afirma que a gastronomia molecular permite a mistura de texturas, gostos e sabores.

O Poco Tapas fica aberto de segunda a sábado, das 19 horas à meia-noite. O preço é fixo de R$ 130 por pessoa com as bebidas à parte. O restaurante fica na avenida Vicente Machado, 2.786. Mais informações no site: pocotapas.com.br

 

Outro estabelecimento que a Avenida Vicente Machado abriga é a Sapataria Almeida.

 

A Avenida Vicente Machado é muito conhecida por possuir inúmeros barzinhos, pontos de encontro de jovens, além de restaurantes, comércios e residências.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*