Gleisi critica multa e diz que militantes acampados não estão descumprindo decisão da Justiça

(Foto: Ana Flávia Silva/ BandNews Curitiba)

A senadora paranaense Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, afirmou ontem (15) que os militantes acampados no entorno da Polícia Federal não estão descumprindo a decisão da justiça. A Terceira Vara da Fazenda Pública estipulou multa diária de quinhentos mil reais aos manifestantes que ocupam a região da superintendência da PF, no Santa Cândida.

A decisão avalia que os militantes estão infringindo o interdito proibitório concedido no dia 7, quando o ex-presidente Lula chegou à polícia federal para começar a cumprir a pena de doze anos e um mês de prisão. No despacho, o juiz restringia a circulação dos manifestantes na área delimitada pelo bloqueio policial e impedia a montagem de estruturas e acampamentos nas ruas e praças da cidade.

Gleisi avalia que a decisão está sendo cumprida.

A senadora disse que há uma negociação em andamento e não descartou que a estrutura seja abrigada em terrenos da região. No entanto, Gleisi garantiu que, em qualquer circunstância, os militantes vão manter os atos no entorno da superintendência da Polícia Federal.

A presidente do PT criticou a multa e apontou irregularidades na decisão.

Hoje (16), o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta, e o líder do PT no Congresso, senador Lindbergh Farias, vão passar o dia no acampamento. Na terça-feira (17), pelo menos dez integrantes da comissão de direitos humanos do Senado são esperados na superintendência da Polícia Federal. Eles pretendem verificar as condições da carceragem.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*