Governo determina afastamento de comandante do Batalhão da PM de Ponta Grossa

A governadora do Paraná, Cida Borghetti, do PP, determinou ontem (30) à noite o afastamento do tenente-coronel Edmauro Assunção, que comandava o Batalhão da Polícia Militar de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. A medida ocorreu em razão de uma operação deflagrada na manhã de quarta-feira (30), na PR-151, em Castro.

Na ocasião, policiais da tropa de choque usaram bombas de gás e balas de borracha para reprimir caminhoneiros que estavam mobilizados naquele trecho. Em vídeo publicado na internet, Cida reforçou que a medida não era necessária após acordo firmado com manifestantes.

Na ação policiail não autorizada, foram utilizadas armas não letais, como bombas de gás lacrimogêneo e balas de borrachas. Não há registro de feridos. Os caminhões que estavam retidos pelos manifestantes voltaram imediatamente a circular. A Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros do Estado, a Assofepar, publicou hoje (31) uma nota criticando o afastamento do coronel. Segundo a associação, a punição imposta pela governadora foi “antecipada, injusta e descabida”.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*