Governo do estado cria comissão para discutir o setor de plantas medicinais

Uma comissão para discutir uma política estadual para o setor de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos foi criada ontem pelo governo do estado. As diretrizes da política estadual devem ser apresentadas até o início do segundo semestre e levam em conta todas as etapas da cadeia produtiva dos medicamentos. O objetivo é regular o segmento e estimular o cultivo e comercialização dos fitoterápicos. É o que explica o chefe da vigilância sanitária, Paulo Santanna.

As plantas medicinais são indicadas para determinados tipos de tratamento, principalmente quando não envolvem doenças graves.

O Ministério da Saúde incluiu, neste ano, três novos fitoterápicos na lista oficial de medicamentos fornecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – que agora conta com 12 medicamentos do gênero.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*