Greve deixa 30 mil estudantes sem aula na UFPR

Cerca de 30 mil estudantes estão sem aula na Universidade Federal Paraná por conta da greve dos professores, que já dura quase três meses. São alunos que sonham em conquistar uma qualificação profissional, mas que neste momento ainda não sabem quais serão os rumos da universidade daqui para frente. Os grevistas afirmam que a reposição só vai ser discutida após a paralisação, porque é preciso saber quantos dias a universidade ficou sem aula para refazer o calendário. O aluno do terceiro ano de engenharia química, Fernando Portugal, afirma que está aproveitando esse período para continuar estudando.

Já o estudante de engenharia civil, Vitor Simões, defende a paralisação e acredita que ela vai trazer benefícios para a instituição.

Segundo o presidente da Associação dos Professores da UFPR, Luiz Allan, na próxima quinta-feira será feita uma assembleia para discutir o reforço da paralisação.

A maior greve da história da categoria foi no ano de 2001, com duração de três meses. Na época, 50 universidades participaram do movimento.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*