Greve dos professores completa 5 dias

Com cinco dias de greve e sem nenhuma negociação, os professores da Universidade Federal do Paraná programam um calendário de mobilização. 70% dos docentes estão parados para reivindicar a reformulação da carreira. Eles pedem que o salário inicial, que hoje é de R$ 1.500 reais, passe para cerca de R$ 2.300 reais.
Existe também o pedido de reajuste salarial de pouco mais de 22%, uma reivindicação de todo serviço público federal. Segundo o professor João Negrão, que faz parte do Comando de Greve, enquanto não há negociação, os docentes se reúnem para juntar documentos. 
Negrão afirma que a paralisação continua por tempo indeterminado e que outros professores começam a fazer parte da greve.No ano passado, a greve nacional dos professores federais durou 14 dias.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*