Greve na Polícia Federal afeta emissão de passaportes e investigações

A emissão de passaportes e as investigações da polícia estão comprometidas por causa da greve da Polícia Federal do Paraná, que começou hoje. Apenas 30% do efetivo trabalha, como peritos e delegados, mas para atender os casos de emergência. A paralisação é nacional e é por tempo indeterminado. A categoria cobra do governo federal uma reestruturação na carreira. No estado, são cerca de setecentos agentes da polícia federal. O presidente do sindicato no Paraná, Fernando Augusto Vicentini, conta que a greve afeta diversos serviços prestados a população.

Os policiais realizam desde hoje cedo operação-padrão no aeroporto internacional Afonso Pena, no aeroporto de Cascavel e nas fronteiras.

Os policiais estão de braços cruzados na superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Eles afirmam que só vão retornar ao trabalho quando o governo federal negociar com a categoria.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*