Homem é morto após invadir setor de plantão da 10ª SDP

Foto: Polícia Civil do Paraná

A polícia ainda não sabe exatamente a razão pela qual o vigilante Rogério Teixeira, de 43 anos, invadiu a 10ª Subdivisão Policial de Londrina, no norte do Estado, na madrugada do último sábado (15). Ele morreu depois de ser baleado pelo único policial que estava no local. De acordo com o delegado-chefe da Polícia Civil na cidade, Osmir Ferreira Neves Júnior, o homem quebrou uma porta de vidro, entrou na unidade e avançou em direção ao plantonista, que apenas reagiu.

Imagens divulgadas pela Corporação mostram o homem atravessando a avenida em frente à unidade policial. Diante da porta, ele olha para trás como se estivesse sendo perseguido e arromba a porta. A Polícia Civil não forneceu a filmagem interna da delegacia.

O delegado conta ainda que o vigilante continuou caminhando em direção ao policial de plantão mesmo depois de atingido.

A vítima foi atingida no tórax. O delegado afirma ainda que os peritos do Instituto de Criminalística de Londrina encontraram uma porção de cocaína no bolso do homem.

Há também a informação de que o vigilante estava na companhia de uma mulher momentos antes de ele invadir a delegacia. Ela já foi ouvida e teria contado que os dois estavam em um carro quando ele passou a dirigir o veículo em alta velocidade, furando vários semáforos. Nas proximidades da unidade policial, conforme a testemunha, Teixeira entrou na contramão e, quando reduziu a velocidade, a mulher conseguiu desligar o veículo.

Agitado, ele teria estourado o vidro traseiro do automóvel a pontapés, deixado o carro e partido em direção à delegacia. A Polícia Civil agora investiga o caso uma das suspeitas é a de que ele passava por uma “confusão mental”.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*