Justiça bloqueia bens do prefeito de Almirante Tamandaré

A justiça determinou o bloqueio de bens do prefeito de Almirante Tamandaré, Vilson Rogério Goinski, e de dois sócios do Hospital Nossa Senhora da Conceição, um deles o ex-secretario municipal de saúde.
Os três, e mais alguns suspeitos, são acusados de desvio de dinheiro, além de irregularidades nos contratos firmados entre o hospital e a prefeitura e que teriam sido feitos sem licitação.
O bloqueio veio depois de o Ministério Público do Paraná propor uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa. Se condenados pela justiça, os acusados podem perder os cargos e serem obrigados a devolver os valores desviados.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*