Justiça proíbe que unidades do Detran sejam ocupadas por grevistas

detran2-300x225A Justiça proibiu, na tarde de sexta (27) a ocupação das sedes do Detran pelos funcionários em greve. A decisão também não permite que os grevistas impeçam que os servidores que não aderiram ao movimento grevista exerçam as atividades normalmente. A decisão prevê multa diária em caso de descumprimento. Na sexta (27) de manhã, a unidade do Detran no Hauer, em Curitiba, ficou com o atendimento prejudicado devido à greve dos servidores do órgão, que está no décimo dia. De acordo com o Detran, manifestantes impedem a entrada de funcionários nesse posto. Segundo a secretária do Sisdep, o sindicato que representa os trabalhadores, Silvia Peneroti, a adesão dos servidores de Curitiba está aumentando e na próxima semana deve ser realizada uma reunião com a diretoria do Detran. Enquanto não tiver uma negociação efetiva o sindicato afirma que a greve continua. Além das reivindicações gerais do funcionalismo estadual contra o pacote de medidas de austeridade do Executivo, os servidores do Detran pedem a criação de um quadro próprio, a contratação de mais servidores e qualificação dos funcionários. De acordo com a assessoria de imprensa do Detran, o serviço é realizado normalmente nas outras unidades: Tarumã e centro.  Conforme o sindicato, a greve atinge cerca de 80% dos 960 servidores do estado. Já o Detran informou que a paralisação tem adesão de 20% dos trabalhadores. O órgão também reforça que tem se reunido com os servidores e que o diálogo está aberto.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*