Lava Jato deve revelar nesta semana nomes de políticos sob investigação

Foto: reprodução/STF

Foto: reprodução/STF

Esta é uma semana de expectativa pelo anúncio da lista de políticos que foram citados nas investigações da Operação Lava Jato. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve oferecer denúncias contra os suspeitos aos tribunais superiores. A divulgação dos nomes dependerá de decisão judicial pelo fim do sigilo que envolve agentes políticos com mandato eleitoral. A investigação e as denúncias da Operação Lava Jato foram separadas por conta da prerrogativa de foro especial dos políticos. Na parte da investigação que ficou sob a responsabilidade da Justiça Federal em Curitiba, a novidade vem de novos acordos de delação premiada. Desta vez, de executivos da Camargo Correa. Pelo menos dois acordos com suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato estariam em andamento: do presidente da empreiteira, Dalton dos Santos Avancini, e do vice-presidente, Eduardo Hermelino Leite. Os dois estão presos na superintendência da Polícia Federal de Curitiba desde novembro do ano passado. Até agora, 15 acordos de delação premiada foram fechados, entre eles os do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa. Enquanto isso, seguem na Justiça Federal em Curitiba as audiências para ouvir testemunhas de defesa de réus das ações penais da 7.ª fase da Lava Jato. A maioria deles executivos de empreiteiras acusadas de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras. Essa etapa de audiências segue até 27 de março.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*