Licitações na área de publicidade são revogadas na Câmara

Todas as licitações na área de publicidade foram revogadas na câmara municipal de Curitiba. O anúncio foi feito hoje pelo presidente da casa, vereador João Luiz Cordeiro (PSDB). A decisão veio após inúmeras denúncias envolvendo os vereadores, que teriam se beneficiado com verbas previstas nos contratos. De acordo com o presidente, com a revogação a publicidade passa a ser feita apenas de forma oficial, em editais e audiências públicas. Segundo ele, a medida também deve gerar redução de gastos.

Segundo o presidente, a partir do próximo semestre os trabalhos da casa também serão divulgados na TV câmara – que deve transmitir ao vivo as sessões. No centro da polêmica envolvendo as irregularidades na câmara está o favorecimento do jornal A folha do Boqueirão. O informativo é de propriedade do presidente do conselho de ética da casa, Francisco Garcez. Na manhã desta quinta-feira, o conselho se reuniu e decidiu pela permanência de Garcez na liderança do grupo. O presidente João Luiz Cordeiro afirma que não participou da reunião, mas acredita que Garcez pode ter trabalhos pendentes no conselho – e por isso teria optado pela permanência.

A vereadora professora Josete (PT) diz que a decisão pela revogação das licitações veio tarde. Segundo ela, o setor de comunicação da própria câmara deve divulgar os trabalhos dos vereadores, excluindo a participação de empresas terceirizadas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*