Mais da metade dos jovens curitibanos já dirigiram bêbados

76% dos jovens curitibanos já dirigiram bêbados. 43% acham que é pouco provável que ocorra um acidente porque o jovem pegou o carro depois de beber. Os dados fazem parte de uma pesquisa da mestranda em psicologia da Universidade Federal do Paraná, Marina de Cuffa. Ao todo, 386 universitários de instituições públicas e privadas foram ouvidos durante um ano. A maioria tem até 25 anos de idade. Nenhum dos entrevistados já foi parado em uma blitz. Para a pesquisadora, a falta de fiscalização no trânsito estimula os jovens a dirigirem mesmo depois de beberem.

A pesquisa aponta que os jovens curitibanos costumam freqüentar principalmente os bairros Batel, Centro, Alto da XV e Bacacheri e nesses locais há mais chances de se encontrar motoristas alcoolizados. Marina de Cuffa explica que os homens e as pessoas que beberam pouco têm mais chance de dirigir embriagadas.

Marina de Cuffa também explica que os universitários curitibanos reclamam que faltam opções de transporte e por isso eles optam por ir para festas de carro.

O estudo completo sobre a relação entre bebida e direção será divulgado no final de maio.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*