Mais de 20 pessoas ficam desalojadas por causa das chuvas em Curitiba e região metropolitana

Treze pessoas, entre elas um adolescente e uma criança, foram desalojadas ontem (21) à noite de forma preventiva depois de uma série de deslizamentos e desabamentos de muro no Bairro Rio Verde, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. As casas em que elas moram foram interditadas pelas equipes da Defesa Civil preventivamente.

As famílias se dirigiram para a casa de parentes. Hoje à tarde, a Defesa Civil deve retornar ao local para monitorar o solo e avaliar se os moradores podem voltar. Por causa das fortes chuvas, Curitiba registrou três quedas de árvores no domingo (21): na rua Fernando Amaro, próximo ao número 397, no Alto da XV, na Rua Chile, número 1.469, no Jardim Botânico, e na Avenida Silva Jardim, número 149, no bairro Água Verde.

O trânsito nestas regiões ficou temporariamente interrompido, mas as árvores já foram removidas e o fluxo segue normalmente na manhã desta segunda (22).  Ninguém ficou ferido.

Desde sexta-feira, diversas ocorrências foram registradas pela Defesa Civil por causa da chuva. Em Curitiba, uma fábrica de roupas na Rua Silveira Peixoto, no Batel, precisou de lonas para cobrir o telhado. Houve ocorrência de nove pontos de alagamentos. Os bairros Uberaba e CIC registraram dois pontos, cada um, e foram os mais afetados.

No sábado, uma família com dez pessoas precisou deixar a casa onde mora após o local ter sido alagado, no bairro Pilarzinho. Inicialmente eles foram encaminhados até um CMEI da região. O grupo seguiu para casa de familiares em Almirante Tamandaré. No mesmo bairro houve a queda parcial de um muro e um deslizamento que derrubou parte de uma casa. Em ambos os casos, ninguém ficou ferido.

A defesa civil ainda identificou problemas estruturais numa ponte de madeira no Campo Comprido, na Vila Santos Andrade, em uma área irregular. Segundo o Instituto Simepar de Meteorologia, desde sexta-feira caíram 159 milímetros de chuva em Curitiba e região.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*