Médico é preso por cobrar por laudos no IML

Um médico foi preso no norte do Paraná por cobrar por laudos que deveriam ser emitidos de graça no Instituto Médico Legal. Segundo a denúncia, o médico Claudinei de Oliveira, de 52 anos, pedia 10% do valor que a família iria receber através do Dpvat. O valor total chega a R$ 13.500,00, então um cheque pré-datado no valor de R$ 1.350,00 era pedido pelo médico, que descontava assim que o valor fosse depositado para a família. Oliveira é acusado de corrupção passiva. Um mandado de prisão preventiva foi expedido pela Vara Criminal de Jacarezinho. O advogado do médico, Fernando Boberg, diz que o médico deve ser solto em breve.

Porém, o preso já é acusado de fornecer laudos cadavéricos em nome do IML enquanto estava afastado. Segundo o advogado o médico não sabia que estava cometendo um crime.

Ele foi detido em Santo Antônio da Platina, onde tem uma clínica. Oliveira está preso em uma cela especial da Penitenciária Estadual de Londrina.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*