Médico Raphel Suss Marques é condenado por lesão corporal e ameaça

O médico Raphael Suss Marques foi condenado a quatro meses e cinco dias de prisão por lesão corporal e ameaça à mãe do filho dele.

No entanto, durante o período de prisão preventiva, o médico chegou a cumprir quatro meses e onze dias de reclusão – período superior ao estabelecido pela Justiça. Por este motivo, Raphael vai cumprir a pena em regime aberto, com algumas restrições, como: permanecer em casa durante o repouso (das dez horas da noite às seis horas da manhã), não mudar de residência sem prévia autorização do juízo, não se ausentar da cidade onde reside por período superior a dez dias sem prévia autorização judicial.

Além disso, o médico deverá comparecer em juízo para informar e justificar as atividades mensais. O médico Raphael Suss Marques já era réu no caso da morte da fisiculturista Renata Mugiatti, em setembro de 2015. Ele foi preso pela primeira vez em janeiro de 2016.

Dias depois, conseguiu liberdade provisória. Em dezembro do ano passado, ele foi preso novamente, acusado de agredir outra ex-namorada – mãe do filho dele. Em audiência de instrução, realizada em março deste ano, Raphael negou que tenha agredido a mulher e disse que nunca sequer teve qualquer relação doméstica com ela.

Segundo o médico, os dois se relacionaram apenas uma vez. Ele relatou que a briga começou porque queria ver o filho, mas que a ex-namorada o proibiu e ainda tentou agredi-lo.

A mulher nega que tenha restringido a visita do pai ao filho e que, além de ter apanhado, foi ofendida moralmente. A ação penal relacionada à morte da fisiculturista Renata Mugiatti corre em segredo de justiça.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*