Michelotto afirma que há problemas de desorganização na Polícia Civil

A aplicação de 27 milhões de reais do Fundo Rotativo da Policia Civil em delegacias desativadas de todo o Paraná é um problema de desorganização da corporação e não de má fé. A afirmação é do delegado geral da polícia civil, Marcus Vinicius Michelotto, que participou da reunião da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Paraná, hoje à tarde. O encontro deveria servir para os deputados estaduais fazerem perguntas à alta cúpula da Polícia Civil sobre irregularidades na aplicação do fundo e sobre a utilização de carros da polícia para fins particulares. No entanto, o delegado geral e o secretário de segurança, Reinaldo de Almeida Cesar, chegaram 40 minutos atrasados, já no fim da reunião. Os deputados tiveram pouco tempo para fazer perguntas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*