Modelo curitibano de combustível em ônibus pode ser implantado em outras cidades

O modelo de ônibus de Curitiba que utiliza biodiesel como combustível pode ser levado para outras cidades do país. O presidente da Câmara dos Deputados e integrante da Frente Parlamentar do Biodiesel, Marco Maia, do PT do Rio Grande do Sul, visita a capital paranaense hoje para conhecer o sistema de transporte coletivo. Marco Maia fez uma viagem pela cidade dentro de um ônibus Ligeirão da Linha Verde, que partiu do Aeroporto Afonso Pena com a comitiva. O Prefeito Luciano Ducci acompanhou o passeio. Segundo o deputado, o modelo de Curitiba pode servir de exemplo para outras cidades que também vão receber a Copa de 2014.

Ele explica que o governo federal vai enviar um novo marco regulatório para o Congresso Federal para dar mais incentivos ao uso do biodiesel no país e estimular a exportação do combustível.

Pela manhã, o deputado esteve em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, em uma empresa que atua na área de biodiesel. Atualmente, Curitiba tem 32 ônibus que operam com o combustível feito a base de soja em duas linhas: a Expresso Ligeirão e a Pinheirinho-Carlos Gomes. Até o fim deste ano, 82 veículos movidos a biodesel devem circular pela cidade. Esses veículos emitem 63% menos fumaça e 46% menos monóxido de carbono quando comparado com o ônibus convencional, abastecido com diesel.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*