Modernização da rede elétrica reduz em 30% desligamentos em Curitiba

Foto: Copel / Daniela Catisti

Foto: Copel / Daniela Catisti

Um terço das redes elétricas urbanas no Paraná são compactas, ou seja, usam tecnologias de cabos mais resistentes para tentar reduzir o número de interrupções no fornecimento de energia. Por causa desse sistema, nos últimos anos, o número de desligamentos caiu 13% no Estado e o tempo médio sem energia caiu 21%. Em Curitiba, o tempo total dos desligamentos caiu 30 por cento no período.

Atualmente são mais de oito mil quilômetros de cabos nesse formato em áreas urbanas dos municípios paranaenses. Segundo o superintendente de engenharia de Expansão da Copel, Francis Alencar Prado, são construídos, em média, mil quilômetros de redes compactas por ano.

As redes compactas também alteram a maneira que a poda de árvores é feita em locais próximos a fiações.

A cidade de Maringá é uma das precursoras no uso das redes compactas no Estado. A tecnologia começou a ser testada lá em 1994. Atualmente, praticamente 100% da rede é composta por esse tipo de cabos na cidade.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*