Moradores ao redor da Justiça Federal alugam espaços para jornalistas e manifestantes como forma de renda extra

Divulgação/Justiça Federal em Curitiba

Divulgação/Justiça Federal em Curitiba

A grande movimentação de pessoas ao redor da Justiça Federal em Curitiba tem feito com que muitos moradores e comerciantes aproveitem a situação para ganhar dinheiro extra. Muitos moradores estão alugando espaços para jornalistas e até mesmo manifestantes para acompanhar o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na próxima quarta-feira. Em média, a diária custa R$300. O valor pode ser ainda maior, caso a pessoa queira ficar mais tempo por ali.

A moradora de um dos prédios que fica em frente a Justiça Federal, Helena Onuka, alugou a sacada para várias emissoras de comunicação e afirma que vai melhorar o orçamento com esse depoimento.

Por outro lado, há comerciantes que abusam da situação e cobram valores bem mais altos que o normal. Um estacionamento que fica ao lado da Justiça Federal, por exemplo, está cobrando R$200 por dia dos veículos credenciados para trabalhar na data. De acordo com a vice-diretora do Procon, Alane Borba, é comum alguns comerciantes se aproveitarem da situação e cobrar caro pelo serviço prestado.

Ela orienta o consumidor a fazer uma denunciar no Procon.

A denúncia pode ser feita pelo site do Procon.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*