Moro reconhece “inimizade” com blogueiro e se declara suspeito para processos de Eduardo Guimarães

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato em Curitiba, se declarou suspeito para atuar em casos envolvendo o blogueiro Eduardo Guimarães, editor do Blog da Cidadania. Moro acolhe um pedido apresentado pela defesa do blogueiro, que argumenta haver uma “inimizade capital e notória” entre Moro e Guimarães. O juiz e o blogueiro já protocolaram representações judiciais um contra o outro. Em março deste ano, por decisão de Moro, Guimarães foi alvo de uma condução coercitiva, sob suspeita de vazar informações sigilosas de uma investigação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O juiz também havia determinado a quebra do sigilo de comunicação do blogueiro e ordenado a apreensão de equipamentos e anotações.  Alguns dias depois, Moro voltou atrás e decidiu desconsiderar todo o conteúdo apreendido em telefones e computadores de Eduardo Guimarães. Ao decidir deixar o caso, Moro afirma que não existe causa legal para a suspeição, mas decide abrir mão de atuar nesse julgamento “a fim de evitar qualquer dúvida quanto à lisura do realizado e da continuidade do processo”. Eduardo Guimarães levou uma denúncia contra Moro ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2015. O juiz, por sua vez, endossou uma representação criminal da Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe) contra o blogueiro, por suposta ameaça em mensagens publicadas em redes sociais. Guimarães diz que o conteúdo foi interpretado de forma equivocada.

Na decisão em que acolhe o pedido de suspeição, Moro diz que “sequer se lembrou dos fatos” relacionados ao blogueiro quando expediu os mandados de condução coercitiva e quebra de sigilo. O juiz afirma ainda não tem “inimizade capital” com quem quer que seja. Muitos réus da Lava Jato, como o ex-presidente Lula e o empresário Marcelo Odebrecht, pediram a suspeição do juiz Sérgio Moro. Mas esta é a primeira vez na operação que ele acolhe um pedido como esse e abre mão de atuar em um caso. Os processos relacionados ao blogueiro Eduardo Guimarães agora serão redistribuídos para outro juiz.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*