Motociclista que atropelou três pessoas promete se apresentar para colocar tornozeleira

(Foto: Ana Flávia/BandNews Curitiba)

A defesa do motociclista Leonardo de Magalhães Fonseca, de 22 anos, que atropelou três pessoas no último sábado (7) em Curitiba, promete que ele vai se apresentar à Polícia Civil nesta sexta-feira (13), assim que receber alta do hospital. O rapaz perdeu o controle da moto ao realizar manobras na Avenida do Batel e atingiu primeiro uma mulher e a prima de 8 anos, que atravessavam a rua.

Em seguida, subiu na calçada e atropelou uma mulher idosa que estava em um ponto de ônibus. Uma das vítimas, a menina de 8 anos, saiu do coma na manhã desta quinta-feira (12), no Hospital Pequeno Príncipe, onde está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Segundo o boletim médico, a criança está respondendo bem ao tratamento e consciente. Ela teria, inclusive, chamado pela mãe logo após acordar. Outras duas pessoas envolvidas no acidente seguem internadas: a prima da criança, que está na UTI do Hospital do Trabalhador, e o motociclista, no Hospital Marcelino Champagnat. Leonardo de Magalhães Fonseca se recupera de procedimentos cirúrgicos e tem alta prevista para o final da manhã desta sexta-feira (13).

Segundo a advogada contratada pela família do motociclista, Louise Mattar Assad, ele vai se apresentar para colocar tornozeleira eletrônica e pretende responder por todos os atos criminais, inclusive por estar pilotando a moto com a carteira de habilitação suspensa.

De acordo com a advogada, a mãe do motociclista assumiu a responsabilidade de cuidar da assistência jurídica do filho.

A terceira vítima do acidente, uma senhora de 88 anos, teve ferimentos leves e recebeu alta no fim de semana. A juíza Lilian Resende Castanho Schelbauer, do Plantão Judiciário de Curitiba, foi quem determinou que Leonardo Fonseca passe a ser monitorado por tornozeleira eletrônica. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelos crimes de exibição e malabarismo de veículo automotor em via pública. A suspensão da Carteira de Habilitação em 2016 foi provocada pelo mesmo motivo: exibição em ruas da cidade.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*