MST faz caminhada para reivindicar reforma agrária

Mais de mil integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra) fizeram uma caminhada hoje de manhã pelo centro da cidade. Depois eles foram até a sede do Incra para entregar uma pauta de reivindicações com relação a reforma agrária. Segundo uma das organizadoras da manifestação, Salete Mariane, houve avanços com relação ao tema nos últimos anos.

Os integrantes do MST também pedem assistência técnica para as famílias assentadas, infraestrutura para os assentamentos e construção de escolas nas áreas de reforma agrária e acesso a cultura. A jornada é feita em memória aos 21 sem terra assassinados no massacre de Eldorado de Carajás, que aconteceu no dia 17 de abril de 1996. Depois disse a data se tornou oficialmente ao dia nacional de luta pela reforma agrária.

Somente no Paraná 6 mil famílias permanecem acampadas. A estimativa do MST é que no estado são cerca de 25 mil famílias sem terras.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*