Na UTI, ex-deputado Pedro Corrêa passa por exames

O ex-deputado federal Pedro Corrêa, preso na Lava Jato, realiza nesta quarta (21) uma bateria de exames. Ele está internado no Hospital Santa Cruz, no Batel. O quadro dele é estável. Na última terça (20) à noite ele foi levado às pressas para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com sintomas de uma infecção. No final da tarde desta terça-feira ele começou a se sentir mal, com frio, tremores, febre alta, espasmos e princípios de desmaio.

Ele foi levado ao hospital em uma ambulância do Samu, sem previsão de alta. Por meio de nota o Hospital Santa Cruz afirma que, por questões legais, “não está autorizado a dar informações sobre qualquer internamento ou procedimento”. Pedro Corrêa tem um histórico de problemas de saúde relacionados ao sistema urinário.

O quadro dele também exige cuidados porque é idoso, diabético, hipertenso e está acima do peso. Desde que está sob a responsabilidade da Polícia Federal do Paraná, o ex-parlamentar recebe visitas semanais de um médico e faz coletas regulares de sangue para exames. Mesmo já condenado, Pedro Corrêa ainda estava detido na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba porque negocia um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, diferente de outros condenados na Lava Jato que estão no Complexo-Médico Penal em Pinhais (PR).

Pedro Corrêa foi condenado em novembro de 2015 a 20 anos sete meses e dez dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Corrêa foi acusado de receber R$ 11,7 milhões em propina decorrente do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. Quando foi preso na Lava Jato, em abril de 2015, o ex-deputado cumpria prisão em regime aberto pela condenação na Ação Penal 470, o chamado processo do mensalão.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*