Novos Biarticulados terão sistema de monitoramento por câmeras

 

(Foto: Reprodução/Prefeitura de Curitiba)

Os 25 novos biarticulados de Curitiba, que começam a operar no fim de março, devem contar com câmeras de segurança. O equipamento é considerado fundamental para combater a violência no transporte e é uma das principais reivindicações do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc).

As câmeras podem amenizar os índices de arrastões e assaltos nos ônibus. Só em 2018, já são dez casos registrados na capital e região. Segundo a prefeitura, serão 450 veículos novos até 2020.

Nos biarticulados novos, que farão a linha Santa Cândida/Capão Raso, serão oito câmeras em cada veículo – sete para a parte interna e uma voltada para a parte externa. Desde o ano passado, crimes no transporte coletivo têm deixado vítimas.

Em setembro, um cobrador de 25 anos da linha Gramados foi atingido por dois tiros no bairro Capão Raso, em Curitiba. No mesmo mês, uma passageira de 24 anos morreu em um tiroteio entre ladrões e um policial militar da reserva durante um arrastão na linha Curitiba/Campo Magro, na Região Metropolitana.

O terceiro caso é do último dia 8 de fevereiro, quando um passageiro morreu após ser atingido por um tiro na cabeça. O homem tentava ajudar outra passageira que foi agredida por ladrões na linha Rural, na Linha Verde.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*