Novos equipamentos vão fazer reconhecimento facial dos passageiros dos transporte coletivo de Curitiba

Foto: Everson Bressan/SMCS

Foto: Everson Bressan/SMCS

Validadores do cartão transporte que fazem reconhecimento facial começaram a ser implantados pela Urbs. Os equipamentos vão conferir os dados de usuários que possuem isenção no pagamento da passagem, com o objetivo de evitar fraudes.  Quando for constatada a diferença entre as imagens do usuário registrada no banco de dados da Urbs e a captada pelo aparelho, o cartão vai ser bloqueado.

Atualmente 215.134 isentos estão cadastrados no sistema de transporte de Curitiba.  São pessoas com mais de 65 anos, com deficiência, acompanhantes, aposentados por invalidez e fiscais e operadores do transporte que juntos utilizam o cartão transporte em média 700 mil vezes por mês. Com as categorias que têm direito à isenção sem cadastro (oficiais de Justiça, carteiros, policiais militares, guardas municipais e estudantes do passe escolar) o número chega a quase três milhões por mês. As isenções representam 14% do custo do transporte coletivo. Segundo o Diretor de Transportes da Urbs, Daniel Andreatta, muitos cartões de isento são roubados ou furtados e usados indevidamente, o que gera prejuízo para o sistema.

Até o final do mês 270 equipamentos devem ser instalados em terminais e estações-tubo com maior índice de utilização do cartão transporte isento. Mas a intenção é que no ano que vem todas as estações e terminais de Curitiba tenham os validadores. Os testes do novo sistema começaram no mês de julho, em cinco estações tubo, e estimativas da Urbs apontam que entre 20 e 25% dos cartões de isentos podem estar sendo usados por outras pessoas e que o número ainda deve mudar com a instalação dos novos equipamentos.

O cartão de isento de Curitiba tem a fotografia do usuário, que é feita no sistema da Urbs no momento da emissão do cartão. O reconhecimento facial estabelece a identidade pelo sistema biométrico, que leva em conta medidas específicas de características individuais. O equipamento mantém as outras funcionalidades como validação dos créditos, faz a gestão financeira e de frota, controle online do status de cada linha, avisos de situações de emergência, horário de ônibus atrasado e adiantado, informação ao usuário do tempo de chegada e saída dos próximos ônibus nos terminais e integração com o sistema de prioridade seletiva para semáforos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*