Número de pontos impróprios para banho aumenta no litoral

Foto: IAP

Aumentou para doze o número de pontos impróprios para banho no litoral paranaense. De acordo com o quarto boletim de balneabilidade divulgado hoje (sexta), pelo Instituto Ambiental do Paraná, um novo ponto não é recomendado para banho, em comparação com o último levantamento.

O novo boletim mostra que, além da Ponta da Pita, em Antonina, que já vinha apresentando concentração de bactérias em níveis superiores aos recomendados pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), o rio Nhudiquara, na altura do Largo Lamenha Lins, em Morretes, também está improprio para banho.

Quarenta e nove locais da região são monitorados todas as semanas em Guaratuba, Matinhos, Ilha do Mel, Pontal do Paraná, Morretes e Antonina, onde a Ponta da Pita aparece como imprópria para banho. Os outros 10 pontos que aparecem no boletim são considerados permanentemente impróprios para banho.

Estes locais são acompanhados durante todo o ano e também na temporada, mas não entram no monitoramento semanal porque já se sabe que a água não corresponde aos padrões estabelecidos. Os pontos são um trecho do Balneário Olho d’água, em Pontal do Paraná, um trecho do Balneário Flamingo e outro do canal de Caiobá, em Matinhos, um trecho do Rio Brejatuba e três trechos do Balneário Brejatuba, em Guaratuba, dois trechos no Balneário Nereidas/Eliane e mais um em Barra do Saí. Entre os pontos monitorados na Costa Oeste e Norte do Estado.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*