Número de ultrapassagens indevidas nas estradas que cortam o Paraná cresceu 7,5%

Foto: divulgação / PRF

Vinte e quatro mil e setecentas autuações por ultrapassagens indevidas foram emitidas pela Polícia Rodoviária Federal nas estradas que cortam o Paraná em 2017. O número é cerca de 7,5% maior em comparação ao ano anterior. As ultrapassagens indevidas são a grande causa das colisões frontais e respondem por 30% das mortes em rodovias federais em todo o País. Para inibir este tipo de prática a PRF tem intensificado a fiscalização nas estradas. Nesta terça-feira (02), em apenas duas horas, agentes flagraram diversos motoristas que abusaram da sorte e ultrapassaram outros veículos de forma arriscada. A fiscalização foi na altura do Posto da PRF na BR-116 em Mandirituba, na grande Curitiba. Um dos casos chamou a atenção: um motorista impaciente fez duas ultrapassagens praticamente na mesma curva da pista. Quem conta é o Responsável pela Comunicação Social da PRF, Fernando Oliveira.

A pressa gera uma penalidade pesada, que corresponde a gravidade da atitude que coloca em risco a vida de outras pessoas. A multa pode chegar a R$ 3000 e o motorista pode ter a carteira de habilitação suspensa.

A orientação é que o motorista só faça a ultrapassagem quando tiver 100% de certeza de que a manobra não oferece riscos. A ultrapassagem nunca deve ser feita pela direita e o acostamento também não deve ser usado para trafegar.

Em todo o Brasil, a PRF realizou mais de 270 mil autuações por ultrapassagens proibidas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*