Operação para desarticular quadrilha suspeita de fraudes contra o FGTS é realizada no Paraná e mais 6 estados

A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira, 18, no Paraná e mais seis estados uma operação para desarticular uma quadrilha suspeita de fraudes contra o FGTS e o programa de seguro desemprego do governo federal.

A investigação apontou que o prejuízo aos cofres públicos passa dos 320 milhões de reais. Requerimentos fraudados eram inseridos nos programas do governo por agentes credenciados e em escritórios montados pela organização.

Ao todo são cumpridos 136 mandados judiciais, sendo 56 de busca e apreensão, 10 de condução coercitiva, 9 prisões preventivas e 61 prisões temporárias.

A prisão de 3 ex-funcionários da Caixa também foi determinada. Eles teriam facilitado os saques dos benefícios fraudulentos. A ação foi realizada, além do Paraná, nos estados de Tocantins, Goiás, Pará, Maranhão, Roraima e Santa Catarina.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*