Seguem internados pacientes que apresentaram complicações após vacina da gripe

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Nenhum dos três pacientes que apresentaram problemas de saúde após serem vacinados contra a gripe no fim do mês de abril recebeu alta médica. Todos têm mais de 60 anos de idade e seguem internados em hospitais de Curitiba – dois deles com quadro clínico estável e um em situação grave. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (8) pela Prefeitura, que ainda hoje publica um boletim médico com mais detalhes sobre o estado dessas pessoas.

Os idosos receberam as doses no último dia 27 na Unidade de Saúde Medianeira, que fica no bairro Boa Vista. O local está fechado desde a sexta-feira (5) passada para a investigação das possíveis causas da infecção que atingiu os pacientes. Também na sexta, a superintendente de Vigilância em Saúde da capital, Juliane Oliveira, falou sobre o problema e afirmou que análises são feitas para identificar o tipo de infecção que afetou a unidade.

Até agora, a informação é a de que não há outros casos registrados na rede municipal de Curitiba ao longo das três semanas de campanha de vacinação, mas a Secretaria de Saúde busca outros pacientes que possam ter tido a mesma reação. Não há uma data específica prevista para a reabertura da Unidade de Saúde em questão, e por isso os pacientes são redirecionados para outros quatro postos que ficam na mesma região.

A superintendente pontuou quais aspectos que passam por verificação devido ao problema na Unidade Medianeira.

Ela esclareceu ainda que as infecções são bacterianas e que nenhuma hipótese está descartada.

No sábado (6), a Unidade de Saúde Abaeté, que também fica no distrito sanitário do Boa Vista, ficou aberta o dia todo para atender aos pacientes que eventualmente tenham percebido algo diferente depois de receberem a vacina. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, os dados dessa iniciativa vão ser divulgados no início da tarde de hoje.

Cada frasco da vacina rende 10 doses e um processo administrativo já foi aberto para apurar responsabilidades. Em Curitiba, mais de 377 mil pessoas têm direito à vacinação contra a gripe na rede pública. Até sexta, quase 192 mil aplicações já haviam sido feitas.

Da população de idosos da capital, estimada em quase 201 mil, mais de 135 mil já estão protegidos da gripe. E a campanha de vacinação segue normalmente na cidade até o dia 26 de maio.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*