Paraná é um dos Estados com mais casos de bullying no Brasil

(Foto: Divulgação/Shutterstock)

O caso registrado em Goiânia na última semana, de um aluno de uma escola particular de 14 anos que abriu fogo contra os colegas dentro da sala de aula porque sofria bullying, reacende a discussão no país sobre o tema. Dois estudantes morreram e outros quatro ficaram feridos.

Apesar de parecer distante por ter ocorrido no centro-oeste do Brasil, o problema é de todos. A prática vai muito além das limitações geográficas e é motivo de alerta também no Paraná, onde 48,5% dos estudantes se consideram vítimas desse tipo de agressão.

Os números fazem parte da Pesquisa Nacional de Saúde Escolar, publicada em agosto de 2016 pelo IBGE, e como os dados fazem do Estado um dos que têm a pior situação, a BandNews procurou o criador do projeto Escola Sem Bullying, Benjamin Horta, que também é diretor-fundador da Abrace Programas Preventivos, para falar sobre o assunto. Ele conversou com Daiane Andrade.

Comments

  1. Manoel Rosa da Cruz says:

    Bons tempos em que nossa sociedade era normal … Hoje temos a demência americana implantada … Pois temos até atiradores em escolas…. Tudo é crime no Reino do Faz de Contas….!

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*