Paraná lidera ranking de doação de órgãos para transplantes no Brasil

Foto: Governo do Estado do Paraná/ Reprodução

O Paraná atingiu o primeiro lugar em doação de órgãos para transplantes no Brasil. Dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos mostram que o índice no Estado é de 44% por um milhão de pessoas, entre janeiro e março deste ano. Depois do Paraná aparecem na lista Santa Catarina e Ceará. Até março, foram 405 notificações de doações, sendo 125 realizadas. No mesmo período do ano passado, foram 261 notificações e 81 doações efetivas. Os números mostram aumento de 54%. Se comparado aos primeiros meses de 2010, quando houve 22 doações efetivas no Paraná, o crescimento é ainda maior e chega aos 468%. Além de órgãos, também podem ser doados tecidos como córneas, pele, ossos, válvulas cardíacas e tendões. Todas as doações são feitas por meio do Sistema Estadual de Transplantes, que é encarregado pela coordenação e gerenciamento da fila de quem espera por um órgão no Paraná. Segundo a coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes, Arlene Badoch, há várias equipes treinadas nas áreas de urgência e emergência dos hospitais para trabalhar nesse tipo de procedimento.

De acordo com o secretario de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, os números são históricos.

A criação do serviço aeromédico, que hoje atende a todas as regiões do Estado, dá rapidez e agilidade ao transporte de órgãos para transplante. No Brasil, a doação de órgãos depende do consentimento da família. Para incentivar, o Governo do Paraná lançou a campanha “Doação de Órgãos – Fale Sobre Isso”, que incentiva as pessoas a comunicarem aos familiares mais próximos sobre o desejo de doar.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*