Paraná registra 38 casos de Influenza desde janeiro e meta de vacinação ainda não foi atingida

Reprodução / SESA

Reprodução / SESA

O Paraná tem o registro de 38 casos de Influenza desde o começo do ano. São 30 casos de Influenza A Sazonal, sete de Influenza B e um de Influenza A (H1N1). No mesmo período, foi confirmada uma morte em Maringá pelo vírus. Segundo a chefe do Centro Estadual de Epidemiologia, Júlia Cordellini, nesse momento do ano, a vacinação é a intervenção mais importante na redução do impacto da influenza.

Na terceira semana de campanha, a vacinação contra a gripe no Estado atingiu 1 milhão  e 200 mil paranaenses. Isso representa 45% da população que pode tomar a vacina até 26 de maio. A meta do Estado é chegar a, pelo menos, 90% do público-alvo. A vigilância da gripe no Paraná é composta pela vigilância sentinela de Síndrome Gripal e pela vigilância universal. A vigilância sentinela conta com uma rede de 49 unidades distribuídas em 15 regionais de saúde, em 18 municípios. Já a vigilância universal monitora os casos hospitalizados e óbitos com o objetivo de identificar o comportamento da gripe para orientar novas ações.

Têm direito a vacina pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a quatro anos de idade, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, profissionais de saúde, indígenas, portadores de algumas doenças crônicas e professores das redes pública e privada em atividade têm direito à vacina.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*