Paraná registrou mais de quatro mil casos de intoxicação por medicamentos em 2016, segundo Secretaria da Saúde

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

Mais de quatro mil casos de intoxicação por medicamentos foram registrados durante todo o ano passado no Paraná, segundo levantamento da Secretaria de Saúde. Desde 2012, foram 17 mil ocorrências. A maior parte foram com mulheres, entre 20 e 49 anos. No entanto, o número de crianças também chama a atenção. No Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, somente nos primeiros três meses deste ano, foram atendidos 10 casos deste tipo.

Nos últimos dois anos, foram 62 ocorrências. Segundo a Coordenadora do Serviço de Farmácia da instituição, Julliana Bassani, existem casos em que a criança encontra o remédio e toma escondido e situações em que os pais medicam o filho por conta própria.

Os responsáveis pela criança devem ficar atentos aos sintomas da intoxicação por medicamentos. Entre eles estão irritação na garganta, vômito, queda nos níveis respiratórios, que podem levar a morte.

É imprescindível que os medicamentos fiquem guardados em locais altos e escondidos das crianças. Além disso, é importante prestar atenção na validade dos remédios. Os dados da Secretaria de Saúde revelam que, nos últimos seis anos, mais de cinco mil casos ocorreram em virtude de fatores como a má conservação do medicamento e a ingestão de produtos fora do prazo de validade.

A qualquer sinal de intoxicação, a criança deve ser levada imediatamente a um médico. Nunca se deve forçar o vômito. Em comemoração ao Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos, que será nesta sexta-feira (05), o Conselho Regional de Farmácia vai oferecer à população orientações sobre o assunto na Boca Maldita, no centro de Curitiba, entre às 8h e às 14h.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*