Parceria entre ALEP e Câmara é proposta para acompanhar casos de agressão em bares

Uma parceria entre a assembléia legislativa do Paraná e a câmara de vereadores de Curitiba foi proposta hoje de manhã para acompanhar casos de agressão em bares da capital. O protocolo foi encaminhado pelo líder da oposição na casa, vereador Jony Stica. De acordo com ele, é preciso que os seguranças desses estabelecimentos parem de agir como policiais.

A segurança dentro dos bares entrou na pauta da câmara após um recente caso de agressão envolvendo um jovem de 18 anos no Bar James, no centro da capital. O acusado foi indiciado na semana passada por lesão corporal gravíssima. Na sessão de hoje, Stica chegou a defender o fechamento do bar durante as investigações. Mas durante a tarde, o vereador voltou atrás.

Hoje, os vereadores de Curitiba aprovaram um projeto de lei que obriga os bares e casas noturnas de Curitiba a instalarem câmeras de segurança nos estabelecimentos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*