Perícia mostra que tiro foi direcionado ao carro de Isabelly, acusados devem ir a júri popular

(Foto: Ricardo Pereira/BandNews)

Os irmãos Cleverson e Everton Vargas devem a júri popular. Eles são acusados pela morte da youtuber Isabelly Cristine Santos, atingida na cabeça por um disparo feito por Everton. A informação foi divulgada pela delegada que investiga o caso Vanessa Alice, após a reconstituição realizada na manhã de hoje (22).

A simulação mostrou que o tiro que atingiu Isabelly foi direcionado ao carro da família dela. A conclusão da perícia contraria a versão dos irmãos Cleverson e Everton Vargas, que afirmam que os disparos foram feitos para o alto depois que eles foram ultrapassados pelo carro onde estava Isabelly. Para a reconstituição das ações que ocorreram na madrugada do dia 14 de fevereiro, a PR-412 foi bloqueada entre as 7h e 9h da manhã.

Foram utilizados carros iguais aos dos envolvidos e até um helicóptero da Polícia Civil foi utilizado para auxiliar nos processos de medição. Segundo o delegado que coordena a Operação Verão, Miguel Stadler, vários pontos sobre o caso vão ser esclarecidos a partir desta simulação.

As informações e confirmações só serão divulgadas depois que o relatório da perícia for finalizado. Mas o trabalho mostrou que, ao contrário do que os suspeitos vinham afirmando em depoimentos, os tiros foram direcionados aos carro da família e não para o alto.

Os irmãos assumiram ontem (21), em depoimento, que haviam consumido bebida alcóolica momentos antes do incidente. Segundo a polícia, eles consumiram pelo menos 7 garrafas de cerveja antes de seguirem pela rodovia. A delegada Vanessa Alice, afirma que, além do crime por dirigir sob o efeito de álcool, essa informação pode pesar nas investigações.

Os irmãos respondem por homicídio qualificado e seguem detidos na Delegacia de Matinhos. A defesa dos irmãos espera que eles sejam transferidos para Curitiba. O inquérito deve ser finalizado até amanhã (23).

(Foto: Ricardo Pereira/BandNews)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*