Pesquisadores da UTFPR participam da descoberta de anel em torno do planeta anão Haumea

Da esquerda para a direita: asteroide Chariklo e os planetas anões Haumea (no meio) e Plutão. Imagem divulgação site UTFPR

Uma equipe internacional de astrônomos com participação de pesquisadores da UTFPR, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, descobriu a presença de um sistema de anéis em torno de um planeta anão chamado Haumea. O planeta está dentro do sistema solar, depois da órbita de Netuno. A descoberta é importante porque é a primeira vez que se registra a presença de anéis em um planeta anão. Segundo o professor da UTFPR e coordenador da pesquisa, Felipe Braga Ribas, a descoberta foi feita utilizando uma técnica chamada de ocultação estelar.

O planeta foi descoberto em 2004, mas foi só em 2008 que se confirmou que se tratava de um planeta anão. O nome é uma alusão a desusa havaiana do nascimento e fertilidade. A descoberta foi publicada em uma revista internacional nessa quarta-feira. É uma das principais descobertas feitas na área no Paraná.

A descoberta ajuda também nas pesquisas sobre a evolução dos objetos no sistema solar. Por isso o estudo com relação ao planeta anão deve continuar.

A presença de anéis nos planetas indica a quantidade de material que existia na formação dele. Mostra também sobre a evolução e formação desses corpos celestes.

Além dos pesquisadores da UTFPR, fazem parte da equipe outros sete brasileiros do Observatório Nacional, do Rio de Janeiro e do Observatório do Valongo, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, além de cientistas de instituições internacionais, como o Instituto de Astrofísica de Andalucía, da Espanha e o Observatório de Paris-Meudon, da França.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*