Petrobras anuncia reajuste de 4,2% para a gasolina e de 0,8% para o diesel

Donos de postos de combustíveis dizem que o repasse do novo aumento dos preços aos consumidores está nas mãos das distribuidoras. A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (31 de agosto) um reajuste de 4,2% para a gasolina e de 0,8% para o diesel vendidos nas refinarias.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (1.º), o Sindicombustíveis, que representa os postos, afirma que qualquer tendência de baixa ou alta na revenda depende do repasse das companhias de distribuição, que são as compradoras da gasolina e do diesel que saem das refinarias. Caso o valor seja repassado integralmente para as bombas, o litro da gasolina na capital paranaense pode chegar a custar R$ 4,05. Atualmente, o preço cobrado nos postos de Curitiba fica entre R$ 3,69 e R$ 3,89.

O reajuste integra a nova política de revisão de preços da Petrobras, anunciada em junho. De acordo com a estatal, os ajustes nos preços nas refinarias podem ser feitos a qualquer momento, inclusive diariamente, desde que não superem o índice de 7%.

A Petrobras alega que os ajustes praticados desde outubro de 2016 não têm sido suficientes para acompanhar as variações da taxa de câmbio e das cotações de petróleo e derivados. A intenção é tornar os valores mais competitivos, acompanhando as condições do mercado. O Sindicombustíveis Paraná critica a nova política de preços da Petrobras. Para a instituição, a variação quase diária nas refinarias traz instabilidade ao mercado e penaliza consumidores, donos de postos, empresários e sociedade.

O sindicato defende uma política de variação mensal de preços, em data determinada. No modelo atual, os postos de combustíveis percebem que as tendências de baixa são repassadas pelas distribuidoras aos postos de forma lenta, em menor escala ou simplesmente não são repassadas. Por outro lado, quando a tendência é de alta, os acréscimos estariam sendo rapidamente aplicados pelas empresas de distribuição e repassados aos postos de combustíveis.

Comments

  1. Se a Petrobrás aumentou a gasolina e o diesel, por que o etanol tbm subiu de preço em Curitiba? Alguém sabe explicar? Obg.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*