PF realizou nesta quarta-feira (31) segunda fase da Operação Carne Fraca

A Polícia Federal realizou nesta quarta-feira (31) a segunda fase da Operação Carne Fraca, que investiga irregularidades na comercialização de produtos produzidos em frigoríficos sem a devida fiscalização sanitária.

A ação de hoje prendeu o ex-superintendente regional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Estado de Goiás.

Segundo a polícia, ele foi flagrado, em interceptações telefônicas, destruindo provas relevantes para as investigações da Carne Fraca. O preso será trazido à superintendência da PF em Curitiba, onde ficará à disposição da Justiça.

Esta nova etapa foi batizada de “Antídoto” em referência à uma ação policial com o objetivo de cessar os atos criminosos do investigado e de preservar eventuais novas provas. O homem, que não teve o nome revelado, deve responder pelo crime de obstrução de investigação.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*