PF tem quinze dias para finalizar inquéritos envolvendo Aldemir Bendine

A Polícia Federal terá mais quinze dias para finalizar o inquérito que apura os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e associação criminosa envolvendo o ex-presidente da Petrobras, Aldemir Bendine.

O prazo foi determinado pelo juiz Sérgio Moro, que respondeu a um pedido da PF para ter mais tempo pra analisar todo o material apreendido na 42ª fase da Lava Jato, batizada de Cobra. No despacho, o magistrado ressalta que o caso é revestido de certa complexidade e que foram apreendidas várias provas durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, que ainda não foram analisadas.

O juiz finaliza o documento alertando que não haverá nova prorrogação para conclusão dos trabalhos. Aldemir Bendine foi preso no dia 27 de julho. Na mesma data, foram detidos os operadores financeiros André e Antonio Vieira.

De acordo com as investigações, Bendini teria recebido R$ 3 milhões em propinas da Odebrecht para facilitar a participação da empreiteira em licitações da Petrobras. Os irmãos Vieira, que são sócios em uma agência de publicidade, teriam sido os responsáveis por intermediar os pagamentos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*